Walter Gropius

2 11 2009

0,1020,1437686,00

Walter Gropius estudou arquitectura na Technische Hochschule de Munique de 1903 a 1905, e depois na Technische Hochschule de Berlim, de 1905 a 1907. O seu primeiro projecto de edifício, em 1906, era para habitações de baixo custo, destinadas a trabalhadores agrícolas. De 1908 a 1910, Gropius trabalhou no atelier de Peter Behrens, em Berlim, projectando escritórios e mobiliário para o armazém Lehmann em Colónia. Em 1910 Gropius estabeleceu uma sociedade de arquitectura com Adolf Meyer (1881-1929) em Neubabelsberg e tornou-se membro da Deutscher Werkbund (estabelecida em 1907). Como membro activo da Deutscher Werkbund, opôs-se inicialmente ás exortações de Hermann Muthesius (1861-1927) a favor da estandarização e tomou o partido de Henry Van de Velde, que advogava individualismo e criatividade pessoal no design. A Fagus Factory (1911) de Gropius incorporava inovadoramente uma parede-cortina que estava suspensa dos elementos verticais do edifício e que foi apresentada no Jahrbucher da Werkbund, que Gropius editou de 1912 a 1914. Também desenhou a fábrica-modelo para a “Deutsche-Werkbund-Ausstelung” que teve lugar em Colónia em 1914, que com a sua construção de aço e vidro foi uma poderosa expressão do Movimento Moderno. Após a devastação da I Guerra Mundial, Gropius aceitou a necessidade da estandarização no design e tornou-se director da Hochschule Fur Angewandte Kunst, que uniu á Kunstakademie em Weimar em 1919, para formar a Staatliches Bauhaus. Enquanto dirigiu a escola, de 1919 a 1928, Gropius insistiu na unidade das artes e instigou um sistema de oficinas chefiadas por “mestres”. Durante este período, aceitou numerosas encomendas privadas de arquitectura, incluíndo a Sommerfeld House, desenhando várias peças de mobiliário pintadas de branco e desenvolveu uma casa pré-fabricada para a exposição “Weissenhof-Siedlung” de Estugarda em 1927. Quando a Bauhaus se mudou para Dessau, a escola adoptou por necessidade um novo racionalismo, e em 1925 Gropius projectou instalaçoes com esse objectivo, que encarnavam esta deslocação em direcção á modernidade industrial. Em 1934 Gropius emigrou para a Grã-Bretanha, onde trabalhou em sociedade com o arquitecto E. Maxwell Fry (1899-1987) até 1937. Enquanto teve em Londres, Gropius trabalhou para a empresa de Jack Pritchard, a Isokon, onde foi nomeado chefe de design em 1936. Um ano depois emigrou para os Estados Unidos e tornou-se professor de arquitectura na Harvard University.

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: